Um bom "repasto" neste Inverno

 Posted by Hello


Max Bruch e o seu "Concerto para Violino No. 1 em Sol menor, Op. 26" acompanharam-me a caminho de casa, no regresso do trabalho.

Trata-se de uma daquelas obras pouco conhecidas do grande público, talvez por exigirem um ouvido mais atento, ou um momento de especial dedicação à audição deste género de música dita clássica.

Mas é inscontestavelmente uma beleza melódica que, depois de lhe ter sido dedicada a audição devida, temos prazer em estimar, como se tratasse de um objecto raro de colecção.

Se tecnicamente não estou à altura de discutir os seus detalhes de construção, nas principais vertentes de uma composição (ritmo, melodia, harmonia, tonalidade) como ouvinte e amador apaixonado pelo género, tenho para mi de que se trata de uma composição sinfónica de dificil execução, quer para a orquestra, para o maestro e principalmente para o solista.

Recomendo especialmente a interpreteção de Anne-Shopie Mutter, solista num concerto dirigido pelo polémico, famoso e saudoso maestro Herbert von Karajan à frente da não menos famosa orquestra Filarmónica de Berlim.

Como acompanhamento (neste caso por esta ordem de importância/relevância) um bom livro, tipo Amin Malouf, Arturo Perez Reverte ou um clássico, como Faulkner ou Steinbeck.

Servir frio ao fim de semana (quero dizer com frio) à lareira.

Comentários

Hipatia disse…
Confesso: sou completamente analfabeta nesse tipo de música. Mas conheço quem goste. Vou espreitar com atenção - muita atenção - a estante dos cd's. A ver se depois digo alguma coisa de jeito :)

Beijinhosssssss
abf disse…
Analfabeta não deves ser. Não é fácil sê-lo, pois já deves ter ouvido muita música,de Mozart, Beethoven Vivaldi etc. e atá as deves poder distinguir. Mas Bruch não é dos mais conhecidos, desde já por não ter sido tão produtivos como outros, embora em qualidade não lhes fique atrás. Mais difícil seria falar-te de óperas de Keiser, o grande compositor da ópera barroca alemã, hoje quase desconhecido. E muitos outros mais. Este 'tipo' de música é, tal como tantas outras coisas da história da nossa cultura ocidental: só chegámos onde hoje estamos após ter passado por elas.
Vai... a comprar qualquer coisas de clássica, vá!
Recomendo: Concertos para violino de Bach, por exemplo ou Vivaldi, mais acessível e de paixão imediata e segura.
Beijinhos.
Hipatia disse…
Pode ser, Ravel? A Pavane pour une Infante defunte?

Bj
abf disse…
Pode, pode. Lá está. É bom, embora não esteja nos meus preferidos

Mensagens populares deste blogue

Leituras recomendadas

Parece normal

Nenhum dia é suficiente para conter toda a luz