Ri de nós...?


Não sei que país este Governo vê ou quer fazer ver mas sei isto:

· Portugal é o país que apresenta o maior fosso entre ricos e pobres em toda a Europa, incluindo os países do Leste europeu mais novos na União. Este afastamento entre os mais ricos e os mais pobres aumentou todos os anos com este Governo. Os ricos têm vindo a ver a sua riqueza aumentar cerca de 16% em média por ano.
· A grande maioria dos novos muito ricos de Portugal é toda socialista, filiada. O Governo tem conseguido um controlo da economia privada, que até Salazar invejaria Somos o país mais afectado pela crise financeira internacional, tal como eu já havia dito (em Janeiro);
· Temos os salários com menos poder de compra da UE. Este ano todos os não-ricos voltaram a perder poder de compra e muitos vêm os seus aumentos devorados por uma inflação crescente; O Governo conseguiu controlar o défice público apenas à custa de impostos;
· O custo da alimentação tem vindo a subir e não parará tão cedo, fruto em parte de uma política energética errada, de que Sócrates tem sido um dos entusiastas (biodiesel e bioetanol são produtos não amigos do ambiente, com produções poluentes e custos ambientais insuportáveis, entre eles a grande ameaça à floresta amazónica. Em Portugal as grandes áreas agrícolas nas planícies estão já ameaçadas por esta política irresponsável do Sócrates);
· Os parques de painéis solares no Alentejo têm mais custos, financeiros e económicos do que benefícios. Em termos ambientais, eles afectam áreas importantes e os seus painéis terão de ser substituídos cada cinco anos. São a forma de energia alternativa menos produtiva de todas e financeiramente menos sustentada;
· Portugal é o país que mais recursos afecta a grandes obras públicas na UE;
· Portugal é o país que menos recursos afecta à investigação científica, apesar da propaganda oficial de ter sido dos que mais viu tais verbas crescer, em termos percentuais - mas a base era já a mais reduzida de todas;
· As maiores empresas portuguesas investem e ganham num mercado mono ou oligopolista, não dando boas perspectivas de redução de custos aos consumidores (telecomunicações, energia eléctrica, gás, transportes, serviços bancários). Somos o país mais corporativista de toda a UE- característica de países com ditaduras de direita.
· Somos o país com empresas familiares mais pobres e com menor taxa de crescimento do número e peso na economia das empresas de pequena ou média dimensão;
· Temos a classe média mais pobre e endividada da Europa;
· A maior taxa de desempregados licenciados é nossa; A maior fuga de recursos humanos de elevada formação também é um luxo português;
· A pior educação da Europa, com maior insucesso - que agora se procura estatisticamente mascarar e mesmo assim ainda não foi conseguido em três anos deste Governo com mais insucesso em áreas básicas. (matemática, língua materna e todas as matérias científicas, o que não deixa entrever boas perspectivas à futura capacidade de investigação que se pretende aumente e melhore);
· O povo ainda com maior número de analfabetos de toda a UE- o que explica em grande parte que com um insucesso em toda a linha de um Governos destes, ainda as sondagens lhe sejam favoráveis e a oposição não encontre pessoas de valor alternativo;
· O povo com maior índice de iliteracia, e o maior em grupos com formação superior;
· Os maiores problemas na área da justiça;
· De melhores perspectivas de crescimento económico, passou-se à pior de todas, ou seja, no início do ano previa-se crescer mais do que a média europeia, e agora prevê o FMI um crescimento abaixo da média da Europa. O que confirma a susceptibilidade da nossa economia e desmente o Ministro das Finanças, tal como eu disse no início de 2008.
Ajudem-me a encontrar factores positivos na actuação deste governo-polvo que tudo e todos pretende controlar e já subjuga grupos privados, como a Portugal Telecom, Grupo Espírito Santo, Impresa de Balsemão, Grupo Amorim, BCP, EDP, GALP, Mota-Engil, Teixeira Duarte, Lusomundo, etc. Sei que há um ou outro aspectos positivos, mas também seria difílcil fazer tudo mal. Mas a questão é: alguém sente esse ou esses aspectos positivos ou vê alguns futuro melhor?
Então para quê continuar a dizer que Sócrates é eficaz? Para o Partido dele, sem dúvida.
E o PSD também ri de nós ou de si mesmo, com tão hilariante líder? Mas já é mais para nos fazer chorar que vai libertando daquela cabecinha os seus dislates.Vamos mesmo no bom caminho...
Ou como se diz: estamos bem entregues, estamos…(então tomemos atitudes, responsáveis mas tomemos)

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Parece normal

Leituras recomendadas

Nenhum dia é suficiente para conter toda a luz