Paralaxe


Freitas do Amaral, fundador do CDS, com Amaro da Costa, decidiu em vésperas de campanha eleitoral, para as legislativas de 20 de Fevereiro, apelar ao voto no PS(!) e a uma votação que dê a este partido a maioria absoluta. Com justificação nas vantagens do programa de Governo do PS, em relação ao PSD.

Acrescentou que está no mesmo espaço político em que sempre esteve. Querendo com isto dizer que os partidos à direita do PS é que se voltaram, nos últimos anos, “mais à direita”.

Erro de paralaxe, Senhor Professor! Acontece...

Ainda teve o descaramento bastante, para afirmar que, se fosse vivo, Adelino Amaro da Costa, co-fundador do seu antigo partido, estaria hoje no mesmo espaço do que ele, Freitas- quanto a isto o CDS/PP já lhe deu a resposta, pela mão de Anacoreta Correia, afirmando que Amaro da Costa não era uma sombra de Freitas, muito pelo contrário...

Coincidentemente, surgem agora, cada vez mais, notícias e opiniões sobre a possibilidade de Freitas do Amaral ser candidato do PS à Presidência da República. Ainda espero que seja mais um erro, de paralaxe, ou de outra família de erros...
Onde antes estaria Guterres, como candidato “natural” do PS (bailhamedeus!, como diz uma pessoa amiga, ou “que venha do diabo e...”)

Este raro sentido de oportunismo, perdão, oportunidade, até se torna arrepiante. E ofensivo. Para as nossas inteligências.

Muito dificilmente comparáveis à do “delfim” de Marcello Caetano, em acutilância e argúcia, mas incomparavelmente mais sensatas...

Erro de paralaxe Senhor Professor? Ou arrogância fora de prazo?

Deixe lá...também vou envelhecer, todos vamos, é inexoravelmente verdade.

Mas quando tal nos acontecer, ao menos, não nos deixem fazer tais figuras tristes. Olhe, junte-se num lar, ao seu “amigo” Dr. Soares (aquele que tem “catarro” à frente das câmaras da TV) Posted by Hello

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Leituras recomendadas

Parece normal

Nenhum dia é suficiente para conter toda a luz