Bach para Piano e Tosse

Posted by Picasa

A Festa da Música é sempre um acontecimento que me mobiliza sempre, anualmente, percorrendo várias salas do CCB, durante dois dias, de manhã à noite.

Este ano dedicada ao Barroco através da Europa, dedicada a J.S. Bach, na sua maioria, mas também a Telemann, Vivaldi, Rameau, Soler, Seixas e outros, numa espécie de corrente de união artística através da Europa, perfeitamente caracterizada pelo lema atribuído pelo seu mentor e organizador, René Martin: "Harmonia das Nações".

O público acorre a este acontecimento cultural numa afluência que não tem comparação a este nível e género. Apenas para festivais rock se podem estabelecer comparações de semelhante ou ainda maior dimensão.

Mas o público que ali se desloca, como em tantas outras ocasiões, nem sempre sabe a que vai assistir, nem, por isso mesmo, como deve estar.

Assim, em recitais de piano, violino ou violoncelo, ou generalizando a recitais solistas ou mesmo concertos, há um fenómeno que se repete insistentemente: este público português adora participar nos concertos com a sua própria ...tosse!

Num recital de piano, de obras de Bach, a tosse, frequentemente não em Lá Menor ou em Ré, ou outra tonalidade qualquer, e nem ensaias convenientemente antes dos mesmos... destoando da excelente interpretação de solistas como um Jean-Fréderic Neuburger, de vinte anos, ou Edna Stern, que nos brindaram com grandes momentos, próprios de virtuosos com muitos mais anos e experiência, mas num recital do nível destes, a que hoje, como em tantas outras ocasiões tive a sorte de poder assitir, o público não se consegue conter, ou melhor à sua persistente tosse. E aos 'fru-frus' das roupas e dos papéis...

Porque reagimos assim nos concertos? Será, simplesmente, pela falta de educação artística de que padecemos? Ou será de impaciência social básica? Somo básicos não somos?

Mas estes recitais e concertos, de piano e tosse, violino e tosse, tosse e orquestra deixam-me a mim impaciente. má cultura musical a minha...

Um dia ainda hão-de fazer os avisos habituais desta forma:

"Agradecemos que desliguem os telemóveis e é proibido efectuar tomada de imagem ou som. Quem não tiver ensaiado a sua tosse com o solista, por favor, abstenha-se de participar!"

Agora tenho de ir... ensaiar a minha tosse para os concertos de amanhã...
...um deles com a Chaconne da Partita nº2 para violino solo BWV 1004
de J.S. Bach, de que hoje ouvi três transcrições para piano, falubolsas, de diferentes compositores (de Brahms, de Lutz e de Busonni, esta já a conhecia e é uma das minhas peças preferidas.

Bach foi sempre uma fonte de inspiração para tantos outros compositores também eles geniais e taé para as tosses do público luso

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Parece normal

Leituras recomendadas

Nenhum dia é suficiente para conter toda a luz