Etanol, Biodiesel ... insensatez e ignorância do nosso Primeiro

A moda do Etanol, do biodiesel chegou em força aos Estados Unidos, depois de alguns políticos e universitários terem observado o que tem feito o Brasil, para resolver dois problemas: excesso de produção de cana-de-açúcar, agravado por uma redução do consumo de açúcar em termos mundiais, e um défice derivado da sua factura energética.

Sendo o Brasil produtor de petróleo, não tem apesar disso produção suficiente para um consumo crescente, directo ou indirecto. O défice do Brasil vem crescendo mas, com a crescente produção e consumo interno de Etanol, principalmente nos seus automóveis, tem vindo a diminuir a sua dependência energética.

Parece genial... e é, talvez, bom para o Brasil (não me parece, no futuro, mas...)

O problema é a dimensão do Brasil, a sua importância no equilíbrio natural, climático, diversidade de espécies, etc. A sua dimensão e o impacte que tal tem em termos de culturas energéticas, alimentares e tudo o mais. Hoje, numa éploca de globalização, a dimensão conta e muito. Ou seja, o que parece ser uma fonte energética limpa irá acbar por ser tornar não uma das principais fontes de delapidação irreversível de paraísos naturais como o Pantanal ou a Amazónia, mas simplesmente A principal! E agora com o acordo explícito e o seguidismo dos USA da própria União Europeia, dos quais Portugal, com este triste e forçado Primeiro (o nosso Primeiro...designação que na tropa é equivalente a sargento) Minsitro, sem formação sólida em nada, é um dos países que ameaça seguir esta política cega e insensata de pseudo energias 'limpas'.

A produção de Etanol ou de Biodiesel não são, nem uma nem outra, de forma alguma limpas. No caso citado resolve apenas um problema a um país: o Brasil, e tallez ao dependente e insensanto consumidor energético, USA. Que nunca se preocupou ou preocupa em racionalizar consumos. Agora pensam em reduzir a dependência energética com estes combustíveis da moda.

Mas há mais: o Etanol e O Biodiesel, ameaçam áeras protegidas porque vão conduzir à invasão destas, em países como o Brasil- os USA ir-se-ão proteger...- e vão conduzir, o que já está a acontecer á subida drástica, e talvez irreversível, de produtos alimentares básicos, como milho, soja, etc. Tal conduzirá ao aumento de custos para a aleimatção de animais e, em consequêcia, ao da alimentação humana.

Os aumentos citados serão praticamente irreversíeveis! Produtos como leite, cereais, pão, farinhas, carne... nunca mais terão preços actualmente conhecidos e poderão aumentar uns...200....300..500 por cento! Porque as culturas agrícolas serão substituidas, ou abandonadas, em detrimento da moda-etanol/biodiesel. Porque pela garantia de venda e melhor remuneração/subsidiação de culturas como milho, soja, cana-de-açúcar, muitos agricultores não irão mais produzir culturas alimentares, mas sim para produção de combustíveis, que, por sua vez, obrigam a constrruir mais refinarias pouco amigas do ambiente- ao contrário do que diz o nosso ignorante Governo/Primeiro Ministro!

Resta lembrar que dois terços da humanidade morrem de fome... e que tal situação se irá agravar, exponencialmente!

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Leituras recomendadas

Parece normal

Nenhum dia é suficiente para conter toda a luz