Quem somos, já? E que seremos, no futuro?

E se... tudo o que o Programa da Troika BCE+FMI+CE pretendem para Portugal e o actual Governo pretende cumprir, não resultar? Se os cortes na Despesa do Estado não forem já suficientes, por tardios? Se as receitas adicionais, a nosso custo doloroso e sangria, à custa da nossa asfixia e de perda de futuro para muitos de nós, não for suficiente? Mas se nos afundarmos mais e ...se António Barreto tiver razão? Que podemos já não ter condições para sermos um País, uma Nação Independente? Viveremos das directrizes e governação europeias? Viveremos do dinheiro de uma China sub-humana e criminosa, com um PIB per capita muito inferior ao nosso, mas um PIB total esmagador? Viveremos de uma Espanha tão ou mais falida do que nós, mas que nos absorve com a sua dimensão? E amanhã onde e para quem iremos trabalhar, para ter que rendimentos?

E se...toda esta austeridade imposta nos matar mais depressa? (sabemos da necessidade da austeridade no Estado, nos seus organismos e dos abusos e exageros e desvarios de privados, que à sombra desse Estado falido têm vivido).

Que futuro temos, nós que até já a Língua nos querem usurpar e destruir, envergonhando-nos com essa estúpida e inculta forma de português do Brasil?

Quem somos, já? E quem seremos, amanhã?

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Leituras recomendadas

Parece normal

Nenhum dia é suficiente para conter toda a luz