Espanha e Alemanha: diferenças

Não há dúvida de quem é Grande, como país. Um Grande país cuida dos seus. Uma das primeiras preocupações é o Emprego e, como isso, o Bem-estar, o Poder de compra. Um povo de desempregados é um povo de um país miserável (para não dizer pior). Espanha: 21 % de desempregados, cerca de 5 milhões de pessoas (quase a totalidade dos portugueses activos) em 25 milhões de pessoas em idade de 'trabalho'. Alemanha, um país com mais de 80 milhões de pessoas, tem...menos de 3 milhões de desempregados. Diferenças...

O Grande país...aqui ao lado, nunca passou de um 'bluff', uma mentira de país. Sempre foi o campeão da fachada e 'faz-de-conta'. Nunca outra coisa. Alguém conhece um Produto espanhol? São os campeões do Turismo, verdade. E têm boa agricultura, mas com a qual poluem tudo e mais alguma coisa. Um 'pesticida' é 'morto' em dois anos no máximo na país da treta aqui do lado, porque há o exagero de aplicar em quantidade e em número de vezes excessivas. 'Dinheiro negro', 'leite negro' são expressões espanholas, o país campeão do mercado não oficial. negro, sem impostos. O país com mais casos de corrupção de políticos em toda a Europa, perdão, Mundo! Com casos oficiais e arguidos em Tribunal. São poucos, muito poucos mesmo os políticos em Espanha que não têm um processo judicial às costas. 

A segunda maior Dívida externa do Mundo! Espanha, claro (a ultrapassar três vezes o PIB, que aliás é, per capita, apenas 3 mil dólares mais do que este nosso triste país. Para quem julga a Espanha muito superior a Portugal...).

De que beneficia a Espanha, em relação a favores e atenções do resto da Europa e do Mundo? Da dimensão do seu mercado e...nada mais. Pior internet do que Portugal, pior rede de telemóveis. Mais, muit mais precariedade de emprego, e nem por isso melhores resultados (expresso num rendimento per capita muito pouco acima do nosso, ou seja, muito incipiente, para um país europeu) em termos de trabalho, produtiviade e resultados do sector empresarial- excepto os afectos ou devidos à dimensão. 

Espanha é, tal como a Irlanda, o país europeu onde o empenhamento e endividamento das famílias em relação à habitação é maior. E de que lhes serve? Para porem em risco muitos sectores, desde logo o imobiliário, onde faliram e estão a falir muita empresas do sector e a banca é bem mais frágil do que a portuguesa. E as famílias? Empenhadas e falidas. Mas riem-se...todos os dias. 

Talvez por serem um povo muito 'lúcido' e esclarecido, com o seu presente e o seu futuro (dentro de três ou quatro gerações, os espanhóis netos e bisnetos destas gerações adultas activas ainda estão a pagar dívida e juros de dívida. Tgv, e desemprego, segurança social e todos os disparates dos 'brilhantes socialistas' que por lá existem. Um só dado mais sobre o País da mentira. Durante os anos de Cavaco Silva em Portugal como Primeiro ministro, Portugal teve mais crescimento económico do que Espanha, bem distanciado. A seguir, no tempo de Guterres cá, e Asnar por lá, inverteram-se as posições...e Espanha continua com um vergonhoso crescimento económico, o que com o desemprego de 5 milhões de pessoas (inferiores com certeza, como por cá...), não lhes dá nenhum futuro antes de mais de 5 anos. Com Asnar, que os socialistas se orgulham de ter feito perder as eleições, Espanha teve o melhor crescimento económico e geração e riqueza de toda a Democracia deles.

Alemanha: sempre a crescer, com um governo 'de direita' (nazi, com certeza). Quando antes estava como Espanha, com quem? Socialistas...

Diferenças? Ou semelhanças?

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Parece normal

Leituras recomendadas

Nenhum dia é suficiente para conter toda a luz