Ser Livre ou ser Refém de pensamento de outros

Há muito que alguns Partidos se entregaram ao esvaziamento das ideias. Ao apagamento das opiniões. E os militantes, de base, ou com funções e responsabilidades, têm-se entregado à sua anulação. Voluntariamente ou não, este processo tem, gradualmente, mas com muito mais intensidade com esta direcção do Partido Socialista, conduzido a este desinteresse dos portugueses, ao processo de crescimento constante da mediocridade, com a triste consequência de nos virmos a braços com impasses e crises de natureza política e governativa.

No PS, o medíocre e inculto, atroz ditador, Sócrates, o mais triste e ridículo de todos os políticos que nos surgiram em tempo de Democracia, conduziu à transformação de um Partido com pergaminho de democrata e de gente com ideias válidas, num clube. Um clube onde se diz que o melhor é nem pensar. Melhor é ter quem 'pense por nós'. Esta, a ideia mais confrangedora para quem se diz democrata e ter conhecido a Ditadura de Salazar. Esta a ideia e a atitude de auto-resignação, mas mais, de auto-anulação que só levará ao empobrecimento social, de que muito gabamos outros países, do seu oposto.

Mas este problema, este Dilema, não atingiu apenas o PS, embora seja mais grave, mais intenso e profundo nesse Partido. O PSD tem estruturas que sofrem do mesmo mal, embora não seja o caso desta Direcção Nacional actual.

O PCP obviamente, sofre deste mal desde sempre. Está na sua génese e natureza. Por isso mesmo é muitíssimo pouco útil a uma Democracia.

Em teoria o Bloco de Esquerda não devia ter entrado por essa transfiguração que levará o PS a uma crise interna profunda, muito proximamente, por opção própria. Mas o Bloco tem desde há muito, com excepção, talvez, dos seus primeiros tempos, apresentado a mesma atitude. Uma anulação das ideias e das pessoas. Um apagamento permanente de quem por si mesmo tenha a veleidade de querer pensar e agir.

O que diz Louçã é brilhante, inteligente e fundamental. Sempre. Tal como Sócrates. Têm bem mais em comum do que querem deixar crer. Com a diferença básica, mas ainda importante, de Louçã ter formação. Formação académica superior. Que Sócrates não tem absolutamente nenhuma.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Parece normal

Leituras recomendadas

Nenhum dia é suficiente para conter toda a luz