A Opinião de Marques Mendes

Na sua estreia como comentador da TVi24, Marques Mendes falou do Governo, do Primeiro-ministro, do Procurador Geral da República e do PSD:

«Alguém acredita que a PT, que é uma empresa com uma golden share do Estado, não dizia nada ao Governo sobre um negócio desta natureza? Alguém acredita que, tendo lá o Governo dois administradores nomeados por si, em nenhum momento diriam nada a algum membro do Governo? Alguém acredita que em Portugal alguém fazia uma compra de uma televisão, e sobretudo a PT, sem informar o Governo, num país em que tudo depende do Governo?», questiona, acrescentando a sua análise:

«Há uma avaliação que pode ser feita, que é a avaliação da imagem do Procurador-Geral da República depois de tudo o que veio a público. E por muito que me custe dizê-lo, acho que a imagem do PGR está, justa ou injustamente, ferida de morte. A questão é esta: com certeza que o PGR é uma pessoa isenta e independente, senão não era Procurador-Geral, mas a imagem tem muito a ver com o funcionamento daquela instituição. O problema é que está criada uma suspeição de que actuou para proteger ou tentar proteger o poder político».

No que diz respeito ao Orçamento, lamenta que a sua aprovação se arraste durante sete meses desde que o Governo tomou posse. Considera ser «inacreditável», nomeadamente «num momento de crise e de emergência nacional».

Não concordo que Marcelo Rebelo de Sousa fosse o melhor candidato nesta altura, precisamente nesta altura. Este é um momento de fechar alguns preconceitos do passado, de encerrar algumas visões sobre o papel do Estado e, de uma vez, ouvir e dar valor ao sector com capacidade e justos valores de concorrência de mercado, os privados. Não é um momento de sociais democracias já bem fora de moda. É um momento de recuperação económica forte e acentuada. Não de ter medos e receios, e proteccionismos ou providências de um Estado parasita como nunca e clientelista. Não ha confiança no aparelho e administração do Estado e não é por a crise (americana note-se, não por cá) ter tido génese em especulações financeiras que o Estado é melhor garante do bom e justo funcionamento da sociedade e da economia.


Concordo ainda menos com a opinião sobre o PGR. Porque é Procurador oferece garantias de honestidade e seriedade? Como assim? Por disparates destes se sancionaram ditadores...imaginem considerar Estaline sério por ser o chefe do estado na antiga União Soviética...ou Salazar, ou Fidel Castro, ou Mussolini, Hitler, etc...


O PGR é não apenas mentiroso, como um triste e pobre instrumento do Primeiro-ministro. Que garantias me oferece um PGR de nomeação socialista? E, concretamente deste PS de Sócrates? Disparate senhor Marques Mendes. Essa visão de homem de Estado e de respeitabilidade das instituições e dos seus responsáveis é bem mais perigosa do que à partida poderia parecer. Porque nessa visão, falsa, completamente, no caso de Pinto Monteiro, um homem carreirista que sempre foi defensor do seu 'clubinho' socialista e que nunca deixou dúvidas em nada: caso Casa-Pia...onde estão os culpados? Caso Freeport...etc

Para Marques Mendes pode ser suficiente a palavra de um PGR e deste em particular, para mim nadinha! A opinião dele vale....o mesmo que a minha ou de qualquer pessoa. Essa visão de respeito pelos cargos e funções é super perigosa e antes fossemos mais britânicos e com mais sentido de serviço dos cargos públicos e menos da respeitabilidade dos senhores e dos doutores...


Pode nunca chegar-se a saber, mas o certo é que mente o Primeiro-ministro, que também instrumentaliza pessoas, empresas e instituições (BCP, CGD, RTP, TVi, PT, PGR, Supremo Tribunal, etc etc) e mentiram Pinto Monteiro e o Presidente do Supremo Tribunal.

Teoria da Conspiração? Pois...seria bom que fosse mentira...

Comentários

Raffe disse…
Eu voto no Medina Carreira para
1º Menistro. Tudo o resto é mais do mesmo, infelismente andei com ele na escola e estudamos todos pela mesma cartilha...ninguem vai conseguir por este País na ordem ...:(
Ah...mas ele é não quereria...obg pelo comentário. Beijinho
Anónimo disse…
gostei dos comentários cheios de bjs á sua seguidora Raffe, de 44 anos e cujo blogue é mesmo muito interessante. bravo alexanfre
Ah. Pois ...mas o que eu comento com uma amiga de há vários anos (amiga), que nem é de cá, a mim diz respeito. E Sobre o blogue respectivo, cada um faz o seu blogue, à sua maneira. Eu costumo ser simpático e sincero com os amigos e encorajá-los a fazer melhor. Não costumo é ser anónimo e esconder-me nesse anonimato para usar de um certo 'tom'. Obrigado.
'Anónimo': O que incomoda um bocadito neste seu comentário é uma certa insinuação (parece insinuação, parece, posso enganar-me...) mas uma amiga é isso mesmo, uma amiga. Que me conhece há vários anos mas que está bem distante, na vida dela. Gosta do que eu escrevo e decidiu iniciar um blogue. Apenas. Ora, o que não gosto é de sentir que por detrás de palavras sem rosto, me podem querer identificar com outras pessoas ou intenções com outras pessoas. Nada disso, Fica a prova, no entanto, de que 'o/a anónima' parece conhecer-me mas não quer mostrar-se.. que pena! mas obrigado

Mensagens populares deste blogue

Parece normal

Leituras recomendadas

Nenhum dia é suficiente para conter toda a luz