Público: DIAP investiga Associação Nacional de Farmácias

Como eu dizia há uns tempos...aqui.

Levaram tempo...dois anos, a perceber. Incrível! Este é apenas mais um caso. Ou mais uma faceta do mesmo caso. O Caso Sócrates. Um caso que nos compete a nós resolver. Não esperemos que este homem, esta criatura, se vá demitir e nos deixe chorar a vergonha de um dia o termos eleito (não eu, enfim...).

Não esperemos que os amigos, como o Procurador Geral da República, que alguns pretendem agora também intocável e inatingível, 'um homem acima que qualquer suspeita' (ou da Lei? Não queriam mais nada...), vá resolver o caso Sócrates. Ou que o PS vá alguma vez admitir que algum dia errou no líder e que dê o dito por não dito. Nada disso. O 'Caso Sócrates' terá de ser resolvido por nós, os 'outros'. Com o que isso acarreta de imagem, pois nós, povo português, que querem que nos sujeitemos às pessoas, seremos acusados de muita coisa, e não coisa boa. Mas o que tem de ser, tem de ser.

Não esperemos que o Presidente do Supremo Tribunal de Justiça, mais um amigo, eleito por amigos escolhidos no PS (os membros do Supremo são de escolha partidária e depois elegem o seu Presidente), vá também ele resolver o Caso Sócrates. Nada disso também. Os amigos estão nos cargos para isso mesmo. Ajudar amigos e amiguinhos, foram anos e anos pô-los lá.

E esta imagem d inocentes? E de íntegros profissionais? Ainda acreditam nisso? Pois se o mais elevado membro do mais elevado ógrão executivo da nossa Administração é claramente mentiroso, corrupto e outras coisas piores, quem se espanta com juízes ou ministros, ou Administradores de Empresas ou de Bancos? Alguém duvida que o BCP é um Banco do Estado, ou melhor, privado mas controlado pelo poder político? Alguém duvidou da colocação como Presidente, de Santos Ferreira, por ser membro do PS, ao serviço do PS e, em particular do seu 'chefe'? E que assim, e através do controlo efectuado pela Caixa Geral de Depósitos, banco do Estado, concorrente do BCP, mas accionista de referência do mesmo BCP, o Governo controla mais um Banco e a Banca no geral? (através de outras participações amigas e interessadas no Estado como principal cliente, caso do BES, por exemplo).

Afinal, há 'Polvo' ou não?

Esperemos por mais notícias e logo se confirmarão estas e outras minhas palavras.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Leituras recomendadas

Parece normal

Nenhum dia é suficiente para conter toda a luz