António Costa...(não era necessário)

Não há qualquer matéria criminal, segundo o Supremo Tribunal de Justiça, disse António Costa. Pois, então é caso para se dizer, sem qualquer sombra de dúvidas, qualquer, que o Presidente do Supremo não nos inspira qualquer, qualquer, confiança sobre a sua dignidade e homem de bem e de verdade, o que é o mesmo que dizer que deve ser demitido, se não se demitir. Tal como O Procurador Geral da República.

Mais dois, apenas. Que não contam nada, também. Num país decente só contam os que não entram em conspirações como esta, que é evidente, berrante, demais. E se não fossem PS eu diria precisamente o mesmo! Como tenho dito, tantas e repetidas vezes, de alguns PSD, que ainda por lá andam...

Ou a política se torna mais séria e ganha credibilidade, ou terei de concordar com o que diz o meu amigo deste excelente Blogue.

Acho que, se não mudamos isto, ele tem razão, ou seja, teve-a já o velho Ditador quando afirmou que "cada povo tem o Governo que merece" (António de Oliveira Salazar). Pois se votaram nele e já havia tão fortes suspeitas...e se ainda agora se fabricam sondagens a dar-lhe vantagem...

A quem pedir, então, respeito pelas Instituições?

E, já agora, onde anda Cavaco Silva?

Mas António Costa, um dos pouco notáveis de recurso do PS, que ainda se pode demarcar desta vergonhosa direcção socialistas, apostada na destruição do seu Partido, porque se envolve tanto na defesa de tal criatura? Já António Vitorino tem andando tão perto de se sujar com estes assuntos...

Não era necessário...

Porquê? Não façam a isso, a vós mesmos e ao Vosso Partido, e ao país!

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Leituras recomendadas

Parece normal

Nenhum dia é suficiente para conter toda a luz