Spring Sunset


Tenho um fascínio especial pelas primeiras tardes de sol de fim de tarde, na Primavera. Um sol baixo, limpo, claro, que me traz do passado um pouco de nostalgia e saudade de momentos fantásticos, que sempre transportarei comigo. Mas este sol brilhante e belo, traz-me também o futuro. Parece, no final de um dia, em que algo termina com a promessa de renovação um dia após, que este sol único de todos os sóis do dia, me traz algo desse futuro.

E porque é um sol fantástico, acolhedor, aveludado, só me pode trazer mensagens boas. Traz de certeza esperanças novas e algo que no seu indecifrável, me colhe no melhor de mim, no mais certo do meu optimismo e traz-me, também, um sereno sorriso à face.

É um sol de tarde silenciosa, como o são as saudades, boas e más, mas que me dão essa vontade enorme de voltar aos sítios dos meus sentimentos bons, dos meus momentos acarinhados.

Quero que este sol…leve a minha mensagem, a que me traz sempre, todos os anos por esta altura, de uma esperança sorridente, a todos os que eu quero tocar, com esta energia recarregada devido a ele também para fazer um pouco por alguém que necessite, por alguém que muito quero, ou por alguém a quem não tenha feito bem...ou por alguém que tenha ficado para trás. Mas, por vezes, quando queremos fazer bem e certo, acabamos a fazer mal.

Vivam, como eu tento, o sol da Primavera, todos os dias, como se não fosse mais acabar!

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Parece normal

Leituras recomendadas

Nenhum dia é suficiente para conter toda a luz