Rectificação sem grande importância

Enganei-me quando escrevi que "The Eight" não havia sido publicado em português. Fui dar om um exemplar único do segundo volume, da nossa estimada editora Europa-América. Que por ter vendido pouco, não se interrogou porquê... e não reeditou. Um exemplar sujo, amarelado, no El Corte Inglês, com uma capa que até dá orgulho às Edições Paulistas, pelas obras de arte que vendia... (as capas vendem livros!)

Mas isto não tem relevância, pois ninguém deu por nada e o livro em português morreu mesmo. No Reino Unido continua nos primeiros lugares a vender e vender..( vender é negócio, senhores editores, que deixam esgotar livros, de autores portugueses consagrados e outros, internacionais, também: já tentaram procurar um Steinbeck ou um Dos Passos, por exemplo...com capa decente e sem cheiro a mofo?). Mas temos a "Livros do Brasil" que merecemos.

Há uns anos, quando a Margaret Atwood ganhou o Booker Prize (com The Blid Assassin) a Livros do Brasil pedia (em escudos ainda) € 20,00 (!!), por uma coisa daquelas com capa horrorosa e a 'crescer' para os lados, mal cortada...

Enviei um mail, a referir a afronta, como leitor, perdão, comprador e... ignoraram-me. Por que em Portugal, uma edição ganha já dificilmente passa para oura editora e, por isso, podem produzi-la mal e cara porque a mantêm no seu catálogo, mesmo não reeditando.

Mas se os livros fossem importantes...este post podia ter interesse, o que não é o caso, neste país.

Leiam!

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Leituras recomendadas

Parece normal

Nenhum dia é suficiente para conter toda a luz