Arrogância ou incompetência?

O que leva o minstro da justiça a não (saber) falar com os magistrados?

O que leva o ministro da agricultura a não querer falar com os agricultores?

Arrogância ou incompetência? Incapacidade?

A incapacidade leva, numa empresa privada, um gestor a fugir ao diálogo com os seus colaboradores. Mas isso tem, mais cedo ou mais tarde, a consequência ou da decadência da empresa ou da susbtsituição do gestor.

Na política, neste caso concreto, deste Governo, se tal não acontece, é por haver a cobertura total de um Primeiro-ministro que, já nos tempos do governo de Guterres fez cátedra da sua arrogânica e autismo. Também por insegurança. Que ainda hoje é evidente.

Mas aqui, no caso deste dois ministros, também se trata de incompetência...e arrogância. A arrogância dos incompetentes, que o povo designa, simplesmente de... burros.

Não questiono as razões dos ministros, de quererem, no caso da justiça, imprimir mais eficiência- rara no caso do PS, partido dos homens estado-dependentes, que se move por projectos, estudos, comissões, ideias...e mais-nadinha- ou mesmo justiça (dentro do regime de injustiça que grassa no meio judicial), ou no caso da agricultura, por uma manifesta falta de fundos para apoiar agricultores, eles sim mutio descalpitalizados e vítimas de um ano (anos seguidos) de adversidade climática. Os mesmos agricultores que insistem em produzis parte dos consumimos, mesmo que parte de nós seja indiferente (e, por isso, arrogante) quanto a tudo o que se passa no meio agrícola.

Qual o caso destes ministros? E ainda de outros mais, que têm manifestado autismo, por sofrerem da maiorite-absoluta?

Para mim são as duas coisas: arrogância e incompetência.




Comentários

Mensagens populares deste blogue

Leituras recomendadas

Parece normal

Nenhum dia é suficiente para conter toda a luz