Não há razão para alarme...

Diz o Ministro da Agricultura que não há, ainda, motivo que justifique a declaração de Estado de Calamidade no país.

Isso mesmo... é o que dá termos governos arrogantes!

É o que dá termos ministro teóricos, gestores de dossiers (o Expresso escreve dossiê, à moda do Brasil, pois, por pura e simples ignorância, não sabe que o acordo da língua permite as duas formas..eu mantenho dossier, mesmo não sendo português, tal como a outra forma não o é).

É o que dá que governos que têm a "sua agenda", como diz e repete à exaustão mais "chata" e arrogante, Jorge Coelho (mas o país, que dá emprego ao governo, note-se...votar é também dar empregos!, o país continua à espera da Agenda...que nem sabe qual é).

Uma redução de oitenta por cento em culturas de regadio no Alentenjo, não é "ainda" razão para calamidades...

Mas o que significa o "ainda" do iluminado Ministro? Tem apenas a ver com a famosa (famigerada) agenda?

É...que desde este tempo, este Maio seco até a um hipotético Novembro chuvoso não vai haver mais água, Sr. Ministro! Mainadinha!

Daqui a algum tempo, podem bem as empresas de águas minerais subir os preços dos seus produtos, de tão preciosos se vão tornar.

E se ainda nos faltam seis meses, SEIS, para termos chuvinha...então o que é calamidade?

Quem vende produtos (factores de produção) para a gricultura sabe bem o que é uma redução de oitenta (80!) por cento nas vendas...por não haver nada que os pague, nem culturas, nem ânimo e, principalmente, capital, pois não vão haver rendimentos...

Mas urgente mesmo é o assunto do aborto!
Assunto em que quem marca a AGENDA é o Bloco! Boa, bloco! Impuseram a agenda à maioria absoluta..e aqueles espécimes raros, leia-se de inteligência rara, do PS ainda julgam que mandam nisto!

O aborto é que é urgente...avalie-se quantas são as mulheres afectadas!
Mais do que as afectadas por outras doenças? Pelo desemprego? Pela subserviência a uma sociedade conservadora e bacoca? Por salários mais baixos do que os homens? Por violência familiar? Etc, etc...

O aborto, ou seja a despenalização do aborto, ou melhor a revisão da Lei que regula a IVG (Interrupção Voluntária da Gravidez) é um assunto de prioridade nacional????

Não entendam mal...não suporto que uma mulher vá atribunal por causa da Lei que temos...mas é um tema urgente para o país mais atrasado da Europa?

Uma relíquia medieval em termos de educação? De cultura? De avanço social? Em termos de desenvolvimento e, pior, futuro viável, económico?

Decrete-se Estado de Calamidade Bacional pelo Aborto, então? E prenda-se Jorge Sampaio...

Ah, não é ele o responsável...é o PSD, claro..que se limita a ter uma opinião (que vergonha!) sobre o assunto, ou nem a ter e deixá-la à consciência de cada um. Mas são burros por isso, ora! Nada dos inteligentes do Bloco que (surpreendentemente???) pensam sempre todos o mesmo?

Boas risadas meus amigos, por este país...e suas palhaçadas!

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Parece normal

Leituras recomendadas

Nenhum dia é suficiente para conter toda a luz