Maybe the ...maybe not the least

Recebi algumas críticas de amigos sobre o meu útlimo post. Que pretendia ser o último, mesmo. Pelo menos deste blogue.

Talvez as minhas palavras não tenham sido muito adequadas, correctas, racionais ou esclarecedoras daquilo que pretendi dizer.

Como tal:

1. Não quero ser agressivo em relação à luso-blogosfera. Mas...não posso escamotear a realidade: dos grupos que se instituem e auto-protegem, blah, blah, blah...
Não fui o único a constatar e escrever isto...

2. Tenho grande apreço por quem me tem visitado com contância.

3. Não tenho nem apreço, nem desapreço pelos outros...os não-visitas, por razões óbvias...

4. Comecei por escrever para mim, e sempre escrevi POR mim. Numa fase posterior, pensei que, sendo este um espaço público, devia escrever POR e DE mim, para os outros. Não funcionou, porque não usei das mesmas técnicas de "marketing" de outros espaços (seguramente melhores do que este!)

5. Não quiz escrever sobre trivialidades: para os meus tempos livres individuais (e egoístas) reservo outras actividades, incluindo algumas leituras triviais, ou mesmo fúteis, pinturas, música, etc.
Aqui, pretendi dar conteúdo e alguma profundidade ao que escrevi. Sem pretensionismos: mas este espaço é pessoal e padece de algum esgoísmo estilístico, ou de uma doença pessoal: a visão demasiado pessoal do mundo. Sou dos que acreditam numa intelectualidade eivada de emocionalidade.

As minhas desculpas, se me acharam pouco racional...

6. De tudo isto me resta reafirmar, sem (pseudo ou reais) arrogâncias, sem rancores, sem mágoa: um espaço público de opinião é faminto de leitores, mesmo que não participem, escrevendo.

Também por isto, as minhas humildes desculpas.

7. Aos blogues (mais) amigos as maiores felicidades.

8. E, finalmente, as minhas desculpas, se alguém me achou (ou ao meu blogue): uma perda de tempo, "convencido", desajustado, exagerado, despropositado, denso, cahto etc..(os epítetos nem são meus, nem de ninguém em especial).

Talvez volte. Não sei se aqui, ou noutro local.
Agora, vou de FÉRIAS!!! (blogueiras férias)

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Leituras recomendadas

Parece normal

Nenhum dia é suficiente para conter toda a luz