Nada... nem novo, nem velho.

De novo, desta feita, até há: o ano.
E vai ser excelente, tem de ser (embora ainda isso não se faça sentir).
Mas eu... não tenho nada de novo... e de velho, não me apetece.
Perdoem-me o egoísmo.
Viva o silêncio da escrita e... ler os outros!
Há muito quem hoje tenha escrito bem...
Boa noite amigos bloguers!
Obrigado a quem me 'comentou', agradecendo e coisas mais.

Comentários

Hipatia disse…
Eu vim oferecer uma coisa... Posso?

"Na frente ocidental nada de novo.
O povo
Continua a resistir.
Sem ninguém que lhe valha,
Geme e trabalha
Até cair."

Miguel Torga – Comunicado

(cada vez que vejo o nome do blog, lembro-me de Torga)

:*
abf disse…
Muito obrigado pela oferta. Gostei!
Por acaso, o nome do blogue não se inspirou em Torga, embora muito o aprecie, mas antes em Erich Maria Remarque- "A Oeste nada de novo", em português, cujo original em alemão era o nome deste blogue. Mas fico sempre muito bem acompanhado, seja em que circunstâncias for.
Espero continuar a merecer as tuas visitas. Terei de me esforçar :)))

Mensagens populares deste blogue

Parece normal

Leituras recomendadas

Nenhum dia é suficiente para conter toda a luz