A vida num tunel imenso... terá fim o tunel?

Finalmente Sampaio explicou-se. Pensa ele, do alto da sua arrogância, que ‘aquilo’ foi uma explicação. Não disse nada de novo, nada que não se adivinhasse, vindo de um socialista, que nunca abandonou os seus complexos políticos.

No seu tom grave (ou seria mais, arrogante?) habitual, tentou demonstrar que toda esta crise política foi da responsabilidade do Governo.

No tocante ao estilo de Santana Lopes, não me é nada difícil aceitar a argumentação do todo-poderoso-supostamente-imparcial Sampaio. De facto, todos estamos fartos, e eu pelo menos, substancialmente saturado, das trapalhadas e imaturidades do PSL.

Mas... é tudo tão convenientemente oportuno. O PS mudou de liderança (tem-na tido ultimamente? Vai ter agora, com este 'menino'?)

Falou-se tantas vezes de crise, aliás, falou a oposição, fazendo, obviamente o seu papel (legítimo?) de dizer mal, por lhe apetecer, por ter perdido tachos (e foram muitos...mas agora já se preparam para os recuperar...veremos)

Onde está a crise? Onde? Onde????

Porque Sampaio, (perdão, o Sr. Dr. Jorge Sampaio, não ele me mandar prender, livra!) não gosta de Santana? Mas essa é fácil... há muito quem não goste. Então, porque não demiti-lo e pedir ao PSD que indique outro nome? Nada o impede. Nunca aconteceu, mas nada o impede! Repito, Nada o impede de sugerir outro nome ao PSD, para Primeiro-Ministro!

Porra! Terei eu de ensinar a esta cambada de incompetentes, sendo um deles o revolucionário Sampaio (a quem lhe parece dar um gozo especial provocar crises -mas não dissolveu a Assembleia no tempo do Governo PS, quando tal partido nem a maioria tinha, só tendo governado com tranquilidade porque o PSD de Marcelo assim o permitiu, com uma oposição serena, embora a crise, nesse tempo fosse demais evidente, tanto que o próprio - queria dizer impróprio...que é o que esse incompetente é - Guterres reconheceu...) que essa possibilidade existe, está prevista na Constituição e...por exemplo, preservaria melhor a imagem de Portugal (que comparado como uma Espanha que em 25 anos teve apenas quatro Chefes de Governo, permitindo-lhe a estabilidade fundamental para o desenvolvimento global e específico...)?

Mas o Senhor Presidente considera que está acima de tudo e é o intérprete do sentimento nacional - esta é mesmo socialista, já Soares se dava a tal arrogância! Entendeu que, mesmo sendo um nosso funcionário, do povo, por ele eleito tudo lhe é permitido, mesmo provocar crises, na coincidência da oportunidade em que as sondagens (podem ainda ter surpresas...) dão a maioria (absoluta! E tal nunca tinha acontecido, lembremo-nos) ao seu PS!

Também agora se está a divulgar (mais um) o relatório da nem-sei-quantas comissão de inquérito a Camarate, donde têm vindo a 'evaporar-se' diversas provas... eonde podem estar implicados alguns amigos de uma certa área política que nada sofreu com tal atentado...

Tenho de respeitar o Prsidente, por ser isso mesmo, Presidente. Com tem ele de me respeitar por ser um português, um eleitor. Não tenho de o reconhecer como intérprete de sentimento nacional algum, nem concordar com as suas ideias esuerdistas, nem sequer o sentir como meu Presidente. Como não o farei em relação a um hipotético Governo PS.

Só me sinto em obrigação perante a Lei e a Democracia. E chega-me. De resto, insisto em preservar-me ao direito de ter a minha liberdade intelectual, religiosa e política. Que manterei. E nenhuma auto-intitulada (pseudo-) referência macional, estilo Mário Soares, me demoverá desta minha conquistada liberdade.

Isto é apenas por acaso?

Por acaso é a sorte dele ter um PM como o Santana, que por ser tão parvo e menino mimado e obviamente incompetente lhe dá de mão beijada esta oportunidade. Fácil demais, para não se desconfiar.

Diz o totó do PS, de serviço um tal pseudo -licenciado António José Seguro (vindo de debaixo de uma rocha e agora dando-se ares de ‘muito fino) que a crise é inteiramente da responsabilidade do Santana Lopes. Pois, mas é o Presidente que a provoca!

Isto foi o desabafo.

Agora o que realmente me preocupa e na linha do meu anterior ‘Post’, é a real possibilidade do PS ser Governo. Após o pântano de Guterres, teremos o túnel do Sócrates.

Nem nos deixemos enganar. E se a culpa é muito do PSD, que não tem sabido encontrar u líder adequando, porque muitos barões se têm preocupado mais com a gestão da sua carreira milionária, típica do gestorzeco que ganha os seus parcos vinte a trinta mil Euros mensais, pagando dez por cento disso ao seu mais directo colaborador...

Se o PSD tem essa responsabilidade e tem-na, nem duvido, o certo é que o PS nunca nos deu um único Governo eficiente (Deu? Qual???) e responsável apenas se limitando a gerir, pelo mesmo princípio que o PSD, na carreira privada, as tais vinte ou trinta mil Eurozitos, mas desta feita pagos por todos nós... com senhores a serem colocados em empresa públicas ou organismos estatais.

É isto que o povo português se prepara para ratificar em Fevereiro. É este o povo que somos!

E Sampaio, quem na História irá ficar, é um pigmeu nesta incompetência geral.

O facto, o grave facto é que o PSD não se preparou, com um líder de qualidade e o PS preparou-se, com um arrogante e vaidoso incompetente.

Dando isto como resultado que o longo e negro túnel aí pode estar... e não se consegue vislumbrar uma mínima luz para este desgraçado cantinho ocidental.

Até já me dá saudades do Marcelo como líder do partido dele!

Ainda me acusam de pessimista? Neste momentos, optimismo pode confundir-se com irresponsabilidade!

Acho eu...

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Parece normal

Leituras recomendadas

Nenhum dia é suficiente para conter toda a luz